As melhores táticas para criar emails marketing matadores

PDF pagePrint page

110713_email_marketing_eficienteO email está certamente entre as ferramentas de marketing menos eficazes à disposição das empresas, ao lado de panfletagem e outdoors. O baixo custo e a relativa facilidade de implementação faz com que praticamente qualquer empresa hoje possa utiliza-lo como no intuito de aumentar vendas, mas o fazem sem o devido conhecimento e acompanhamento dos resultados. Se criar é fácil, ter um bom retorno é outra história. A taxa de click (quantidade dos destinatários que chegam no site através do email) é 3,7% em média, mas entre chegar no site e finalizar a compra, muitos ficam pelo caminho. Então, é normal um email marketing obter retorno de apenas 1%.  O fato é que qualquer ação de marketing sem um bom planejamento e execução resultará em um retorno pífio, e até o email pode gerar bons resultados se utilizado de maneira adequada.

Qualquer campanha de email marketing enfrenta dois desafios básicos: 1) Fazer as pessoas abrirem; 2) Fazer as pessoas agirem (clicar, ligar, ir até à loja). Como tudo isso dura segundos, é preciso ser um ninja da persuasão para faze-los abrirem e clicarem (ou irem até à loja, se for o objetivo). Para nos ajudar nessa difícil tarefa, nada melhor do que observar as empresas que dominam a suave arte de enviar email sem ir parar na caixa de spam e ainda a aumentar vendas.

Vamos partir da premissa de que todo e qualquer email enviado é para alguém que optou recebê-lo, o famoso “opt-in” que muitas empresas parecem esquecer que existe. Considerando que o cliente aceitou receber seus emails, ele estará aberto ao que você tem a dizer, certo? Em parte. Você passará por uma difícil avaliação no início, não estrague enviando ofertas genéricas várias vezes por semana. Seja:

1. INTERESSANTE

100713_mail_marketing_eficiente2_thinkgeek

Decisões são tomadas de forma tão rápida que leva 7 segundos para você se dar conta dela. Junte isso ao fato de que as pessoas não leem letra por letra em uma frase (veja como funciona). Resumindo, o seu email precisa gerar interesse na velocidade da luz. A loja americana — de produtos para nerds — ThinkGeek é mestre em criar emails interessantes com nada mais do que palavras e grandes descontos. E o ataque começa desde o assunto do email que costuma ser carregado de bom humor, criatividade e grandes descontos. Tudo que os clientes querem. Listei aqui alguns dos meus títulos favoritos.

“Cuidado com a Kriptonita, Humanóide!” [oferta normal]
“Faça suas malas… 50% na compra da segunda camiseta” [promoção]
“ThinkGeek “F5, F5, F5” (dentro do email: atualize seu visual)
“O novo…. snif!.. peraí, o que é isso?” [oferta normal]
“Não sabia que eles existiam” (produto: ratazanas de pelúcia)
“Nossa espada é maior que a sua” [oferta normal]

Dica do mestre: Use textos matadores desde o assunto do email. Criatividade + ótimas ofertas = Click. Se a embalagem for ruim, ninguém se interessará pelo conteúdo.

2. Sedutor

100713_mail_marketing_eficiente2_imagi

Não venda, seduza. É isso que faz a Imaginarium com seu design impecável e ótimo uso dos produtos. Quando você aceita receber as ofertas das lojas, você sabe o que esperar: ideias bacanas de presentes e produtos “cool” para casa ou escritório, e você tem a impressão que a marca leva a sério os emails que envia, criando layouts que deixam as pessoas namorando os produtos da loja.

Dica do mestre: capriche no layout e use produtos para contar uma história.

3. Amigo

100713_mail_marketing_eficiente

O email acima foi a inspiração deste post. Lembro que fiquei muito surpreso ao recebe-lo e achei a ideia tão boa que fui atrás de outros exemplos de empresas cujo uso do email se destacava. A mensagem do Camiseteria foi engraçada, útil (me deu desconto), relevante (eu havia sido um bom cliente) e algo que 99,9% dos emails não são, pessoal. O remetente não era o famoso “[email protected]…”, mas o próprio fundador Fábio Seixas, o que me deixou pensando “caramba, será que ele usou o próprio email para enviar isso? Que louco!”.

Dica do mestre: Seja como aquele amigo distante que pode ficar um tempo sem aparecer, mas sempre tem algo legal a contar. Tente tornar seus emails mais parecidos com pessoas e menos com máquinas.

4. Divertido

100713_mail_marketing_eficiente2_thinkgeek2

Encontre formas de engajar seus consumidores. O ThinkGeek usa fotos de clientes usando o produto no email e no site. Já o americano SnorgTees tem um jeito diferente de exibir o tamanho de suas camisetas, pessoais reais que já compraram o produto postam como ficou junto com as suas medidas. Então, você consegue ver como fica em alguém com o corpo parecido com o seu. O ThinkGeek também realiza um campeonato de haiku (métrica poética japonesa em 17 sílabas) onde os melhores ganham cupons de descontos na loja. Essas interações estão no site, mas você sempre pode usar o email para lembrar os clientes que você tem uma seção legal no site que eles não conhecem ou não costumam visitar.

Dica do mestre: Comunicação eficiente é aquela de duas vias. Crie pequenas ações para que seus clientes possam interagir com você. Ofereça algo em troca que nem sempre precisa ser monetário, mas precisa ser divertido.

5. Inteligente

100713_mail_marketing_eficiente2_saraiva

A chave para o sucesso de qualquer marketing direto chama-se segmentação. Envie ofertas específicas para cada público e observe o aumento considerável no retorno das campanhas. Um exemplo brasileiro é a Saraiva que me enviou o email acima uma ou duas horas depois de eu ter navegado pela seção de livros importados do site. Fiquei impressionado, mas enquanto eu procurava livros de negócios, eles me sugeriram “Fifty Shades of Grey”. O Mercado Livre também faz isso, pesquise no site e seja bombardeado por banners (em outros sites) cheio de ofertas do que você pesquisou, parece mágica!

Quem é faixa-preta em sugerir ofertas com base no comportamento do cliente é a Amazon. A empresa raramente envia emails que não tenham relação com algo que você pesquisou ou comprou anteriormente. Alguns emails que eu recebi incluem “New marketing Books”, “international shipping on best-selling products” e “interested in our movies & TV selection?”, todos relacionados aos meus hábitos de compra. Para que enviar ofertas de roupas se você só compra DVDs? Os inteligentes entendem isso.

Dica do mestre: Personalize as ofertas. Invista em sistemas que coletem informações dos usuários, então estude-os e crie ofertas exclusivas para eles. Não ofereça tudo para todos ou você corre o risco de não vender nada para ninguém.