Criando tempo onde não existe

PDF pagePrint page

Uma das maiores reclamações dos adultos é a falta de tempo. “Ah, como eu queria que o dia tivesse 30 horas”, as pessoas dizem. “Não tenho tempo” se tornou a desculpa número 1 para muitas coisas que se precisa fazer, mas não se tem determinação suficiente. Fato: você precisa a conviver com a falta de tempo. Precisa encontrar uma brecha (ou criar uma) na sua agenda lotada se quiser continuar crescendo, aprendendo e se divertindo com a vida.  Esse é um dos segredos dela e fator-chave para o sucesso. Não é uma tarefa fácil, é verdade, até porque se fosse não se veria tantas pessoas reclamando disso.

Bruce Lee foi  um dos mais  subestimados pensadores do século 20. Ele é considerado um mito nas artes-marciais e uma lenda no cinema. Mas Bruce Lee foi um homem muito sábio. Uma de suas lições que eu mais gosto pode ser representada nesta frase: “Não é necessário um acréscimo diário, mas um decrescimo diário. Elimine o que não for essencial.” Para criar o tempo que precisamos, devemos praticar exatamente essa lição de Bruce Lee: decréscimo diário.

Mas antes disso, para isso funcionar, é preciso que você esteja indignado com a sua falta de tempo, é preciso que ela esteja sendo um problema real para sua carreira ou para sua vida pessoal.

Uma das coisas que mais me incomoda nas pessoas é quando ouço alguém dizer “se eu tivesse tempo, eu faria”. E digo isso sem medo de parecer implicante, porque me incomoda ainda mais quando é comigo. Eu vejo pessoas dormindo 4 horas por dia, trabalhando feito louco e que ainda têm tempo de frequentar curso de inglês e sair com os amigos. Conheço pessoas que leem vários livros por  mês, e eu desejando ter 1 hora a mais  para ler. Essas pessoas não têm uma hora a mais! Por último, os homens mais bem-sucedidos do mundo sempre tiveram os mesmos 1.440 minutos por dia que todo mundo tem. Eu sei que muitos deles não viveram na era da internet e de tanta liberdade de escolha, mas ainda assim, eles souberam usar o tempo a seu favor. Winston Churchill, por exemplo, trabalhou todos os dias de madrugada na 2ª Guerra Mundial. Ele podia ter usado as mais sagradas horas do dia para fazer o que todo mundo faz, dormir.

O senhor do tempo

Um adulto médio provavelmente têm entre 1 ou 3 horas livres por dia (se tiver), já que cerca de 21h são gastam apenas com “atividades básicas” como dormir, comer, trabalhar, higiene pessoal e  se locomover. E as poucas horas que restam não são suficientes para fazer o que gostaríamos.

O dia pode nunca chegar a ter 25 ou 27 horas, mas mudando a forma como você usa as que já tem; a impressão que você terá é que o dia ficou mais comprido. A ideia do decréscimo diário, proposto por Bruce Lee décadas atrás segue, está em eliminar o que não precisamos para viver e ser feliz, mas também cai como uma luva na vida de qualquer cidadão vivendo em uma capital em pleno século 21. Então, o que precisamos fazer é como em uma dieta (correta, não aquelas que a a maioria das mulheres fazem): eliminar coisas que você pode viver sem, e que o leve a uma vida mais saudável e proveitosa. Assim como em uma dieta, é preciso de disciplina.

Se você é um jovem dedicado a sua carreira como eu; ou não está fazendo hoje 1/3 das coisas que gostaria; ou se vê profundamente prejudicado pelas “apenas” 24 horas do dia. Você precisa seguir as dicas abaixo.

Desligue a TV

O único motivo pelo qual eu nunca contratei o pacote de TV que possui o History Channel (meu canal favorito) é que eu não assisto muita televisão e estou feliz com isso.  Eu adoro o History Channel, mas televisão é um dos maiores inimigos do tempo e é melhor não brincar com o perigo. Televisão pode ser uma ótima fonte de conhecimento se você souber usar, mas em 99% dos casos as pessoas não sabem, e é muito fácil se prender em algum programa ou filme — que logo lhe fará de refém.

Use a internet apenas no trabalho

É impressionante como meu dia rende mais quando a internet de casa está fora do ar. É comum entrar na internet apenas para acessar um único site e gastar 1 hora em vários outros. Internet em casa é um perigo, por isso alguns amigos meus optam por não ter. Essa é uma decisão sábia. E eu os invejo.

Acesse os sites que você precisa no trabalho (com moderação). Deixe as poucas horas livres que você tem para fazer coisas mais úteis do que acessar a internet. Configure os seus principais feeds no smartphone, e leia quando tiver alguns minutos de bobeira entre um compromisso e outro. Se precisar enviar algum e-mail de casa, nem pense em ligar o computador, use o celular.

Leia o que é importante

Eu adoraria ler todas as revistas Exame, Veja, Superinteressante, Info e Aventuras na História. O problema é que se eu lesse todas essas, não leria nenhum livro. Então, eu fiz uma escolha: me dedico aos livros e só compro uma revista quando acho realmente interessante. Quase sempre relacionado à carreira ou saúde. Tento ler apenas coisas que podem agregar alguma coisa na minha vida. Terei tempo de ler sobre coisas menos importantes aos 40. Mas aos 20 e poucos anos de idade, isso é crucial. [DICA: troque a internet de casa por um plano 3G.]

Saia menos

Você não precisa arrumar algo para fazer só porque tem uma noite livre. Quem sabe pode usar o tempo para adiantar a limpeza de casa (se mora sozinho), ou terminar aquele livro de meses atrás ou pesquisar sobre aquele curso ou viagem que sempre pensou em fazer. Um cinema a menos significa 3 horas a mais no seu dia.

Acorde cedo

Na minha opinião,  melhor parte do dia é de 6h às 9h. É calmo, é produtivo, é a melhor hora para se exercitar, é quando o corpo absorve melhor os alimentos e o cérebro grava mais informações. Sei o quanto é difícil, eu mesmo nunca consegui entender como meus pais –e outras pessoas mais velhas– conseguem acordar às 7h da manhã com uma facilidade incrível.  Acredito que tudo comece com ir pra cama mais cedo.

Diga não

Por mais prestativo que você seja, é importante dizer não às vezes para evitar compromissos e prejudicar a sua agenda. [Artigo complementar: “Tudo bem em dizer não”]

Trabalhe menos

Trabalhe melhor! Eficácia e rendimento não estão condicionados ao total de tempo que você passa na empresa. Uma vez que você defina o que precisa estar terminado até o final do dia e o que precisa ser pelo menos iniciado; organize seus horários e diminua as distrações, é possível passar menos tempo na empresa e ainda assim fazer mais.

Compre e pague suas contas online

Para que sair se você pode fazer na comodidade da sua casa? Parece chamada clichê de algum anúncio da década de 90, mas a internet é uma das maiores benfeitoras do tempo. Coloque todas as contas que pudar em débito automático (aconselho apenas as fixas) e pague as demais via internet. Use as agências bancárias para coisas que você não pode fazer em casa. Compras também costumam consumir um bom tempo, mas antes de ir até a loja olhar aquele produto, avalie se não é melhor comprar pela internet, além de tempo você provavelmente economizará dinheiro.

Sucesso e tempo estão intimamente ligados. É preciso ser um mestre em manipulação do tempo para ter uma vida agradável, sem frustração e feliz.  Eu escrevi este artigo pensando em mim e em milhões de pessoas que sofrem com isso todos os dias. É difícil estar sempre determinado e resistir a tentação de 1 horinha a mais de sono pela manhã.

Como regra geral, você deve praticar o que lhe faz bem. Se tempo não é exatamente um problema para você, ótimo! Mas se todos os dias você acorda suplicando por aquelas horinhas a mais no final do dia, está na hora de mudar a sua rotina.

[Baseado no artigo “Create Time to Change Your Life“]