Igual mas diferente: a estratégia global de venda local

PDF pagePrint page

Você trabalha em uma empresa que lançará um mesmo produto em vários países, o que você faz? Grandes empresas dão a receita: crie global e aja local. Isso não significa mudar o produto nem criar uma campanha diferente para cada. (Assumindo que o produto tenha sido criado para atender às necessidades dos diferentes públicos.)  Talvez tudo que você precise fazer é mudar a embalagem ou alterar uma única peça publicitária.

A globalização tornou muito mais fácil expandir mercado. O que quer que uma empresa fabrique, pode ser vendido em qualquer lugar do mundo sem muito custo  e sem a necessidade de grandes alterações no produto. No entanto, a empresa que quiser ser bem-sucedida em diferentes mercados precisa prestar atenção às diferentes culturas e hábitos de consumo.

É isso que faz uma das maiores distribuidoras de games do mundo — Electronic Arts — com a sua famosa série FIFA Football, atualmente lançado em mais de 38 países, do Japão ao Brasil. A estratégia da gigante dos games que bateu recorde de faturamento em 2008, quando faturou $4,2 bilhões de dólares, é lançar o game com diferentes capas.

Tudo bem que isso envolve mais direitos autorais, mas é uma ideia simples e muito eficiente. Nos seus principais mercados, a empresa lança o game com alguma grande estrela da seleção na capa. Além de um ícone mundial, que neste ano é o Kaká. Veja as capas da edição 2011 ao redor do mundo e não esqueça do poder da adaptação (regionalização) em um mundo globalizado.