Por que carros são tão caros no Brasil?


Depois de várias prorrogações, a isenção do IPI enfim acabou (exceto em caminhões e móveis). Ontem, aconteceu algum muito curioso no Jornal da Globo, o economista Carlos Alberto Sardenberg praticamente desmentiu, ao vivo, o especialista em mercado automotivo Marcelo Cioffi  que acabara de aparecer na reportagem.

A reportagem mostrou que os mesmos carros vendidos aqui no Brasil custam muito menos em outros países da América latina como Argentina, Chile e México. Foram entrevistados a diretora do IBPT que destacou que o Brasil é um dos 5 países de maior carga tributária do planeta e o consultor automotivo.

Em outras palavras, Cioffi disse que carro é caro no Brasil porque tem quem compre. Como o Brasil é um dos países mais ricos da América Latina, as montadoras aproveitam para praticar maior margem e lucrar mais.

Sardenberg foi sutil, mas praticamente disse que não tinha fundamento esse argumento. Vou transcrever uma parte do diálogo entre William Wack e o economista, e o resto vocês veem no video. Vale à pena.

Wack: “Uma das frases ficou na minha cabeça: a de que os carros são caros no Brasil porque o brasileiro pode pagar. Será que é tão grande assim a diferença de poder aquisitivo?”

Sardenberg: “Diria dizer que nos países mais ricos, os carros ficariam mais caros, o que não é verdade. O Chile, por exemplo,  tem maior renda per capita que o brasileiro e os carros são mais baratos. O próprio México tem renda equivalente. Então não é por aí. Eu acho que é basicamente o imposto.”