Expressao corporal - Braços meio-cruzadosVocê fala bem, tem ótimas ideias, é constantemente elogiado pelos seus projetos, mas tem uma coisa que pode prejudicar tudo isso de uma tacada só. O seu corpo. Mais especificamente como reage diante de reuniões, entrevistas de emprego e almoços de negócios. Como é quase imperceptível (pra você) acaba deixando uma impressão negativa sem você nem saber o porquê. E isso é ainda mais desafiador para as mulheres.

De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, leva 4 minutos pra uma pessoa formar a primeira impressão,  55% dela é com base na linguagem corporal, 38% no tom de voz e apenas 7% nas palavras em si. Em outras palavras, é melhor você se comportar adequadamente em uma entrevista de emprego do que parecer o sabe-tudo.

Jeannine Fallon, diretora executiva de comunicação corporativa da Edmunds, relatou a Forbes um exemplo muito interessante. Quando trabalhava na Volvo, Jean participou de um curso chamado “Mulheres sem limites”. Na ocasião, ela aprendeu que as mulheres tendem a sentar muito próximas da mesa numa reunião e organizar seu material, enquanto os homens sentam mais distantes, deixam seus papéis desorganizados, cruzam as pernas e colocam os braços atrás da cabeça. “Foi impressionante ver a relação entre espaço e dominância. O resultado disso? Nunca mais sentei tão próxima da mesa”, disse a executiva

Os 7 deslizes mais comuns da linguagem corporal:
1. Sorrir muito
2. Aperto de mão fraco
3. Roupas inadequadas
4. Balançar com frequência a cabeça em sinal de positivo
5. Braços parcialmente cruzados. (Mulheres, não façam isso!)
6. Mexer no cabelo e jóias. (também para mulheres, evitem.)
7. Minimização (lembre-se da mulher na mesa de reuniões)

Segundo a Forbes, a especialista em comunicação não-verbal Carol Kinsey explica porque mulheres devem ter ainda mais cuidado com a linguagem corporal: “Mulheres são muito mais expressivas que os homens. Eles  são mais cínicos, e nos deixam loucas porque não podemos saber o que está acontecendo. Como continuamos falando e não vemos nenhuma reação, então começamos a entrar em pânico e exagerar.” Respirar fundo e treinar diante do espelho é o que se deve fazer pra combater as gafes. Apertar os dedos e as mãos também ajuda a aliviar a tensão.

Como no caso de homens e mulheres à mesa, será que é possível decifrar outras expressões corporais? Nosso cérebro decifra essas expressões inconscientemente, mas tornar algumas delas “conscientes”,  pode nos render algumas vantagens. A seguir algumas expressões corporais comuns e como o cérebro as interpreta, segundo alguns estudos já demonstraram. Todo cuidado é pouco, mas não precisa virar um robô.

  • Balançar a cabeça positivamente pode ser mal interpretado como submissão.
  • Colocar as mãos sobre as pernas ou debaixo da mesa transmite desconfiança. Herança, talvez, da idade antiga quando homens precisavam mostrar a palma das mãos e deixar claro que estavam desarmados.
  • Cruzar as pernas pode ser sinal de resistência
  • Sorrir demais demonstra pouca seriedade

Comente!
Marcia disse:

Olá, tem um escritor chamado Marcos Tadeu Cardoso ele é autor do livro a 'Linguagem Corporal nos Relacionamentos e Paqueras', ele dá palestras, aulas, e tem diversos aryigos puiblicados, quero lembrar que ele tem pesquisas nas mais diversas vertentes do tema, tem três livros publicados, sendo que dois deles estão disponíveis gratuitamente na internet.
Baixe e depois comente, é facil basta pesquisar na net e baixar…

Cissa Carvalho disse:

Muito bom….

Drix disse:

Boh.

Pior que é. (ou melhor)

Rafael disse:

É indubitável que o corpo "fala", mas não acredito nessas interpretações do tipo sorrir demais = pouca seriedade, balançar a cabeça = subimissão, etc.